(Reblogado de nevou)
Eu te amo porque todos os dias com você são dias bons. Porque até no dia que a gente briga, continua sendo um dia bom, pelo simples fato de ter você nele. E um dia sem você é um dia perdido. Eu te amo também pela vontade que eu sinto de te matar quando você se atrasa, mas esquecer disso no segundo que eu te vejo e só pensar em correr pros teus braços pra fugir desse mundo, ser só eu e você. E tá tudo bem, mesmo que tudo ao nosso redor não esteja bem, contanto que um tenha o outro, a gente dá um jeitinho e aguenta qualquer coisa. Eu te amo, não por mim, não por você, eu te amo por nós e por tudo que somos juntos.
Iolanda Valentim. (via oescritor)

(Fonte: ivalentim)

(Reblogado de oescritor)
(Reblogado de doistonsdeamor)
Eu não esqueci. Se há uma coisa que ainda tenho é memória. O que é péssimo. Se eu esquecesse as coisas de vez em quando, todos nos estaríamos um pouco mais felizes.
Os 13 porquês.  (via oescritor)

(Fonte: poeta-anonymo)

(Reblogado de oescritor)

(Fonte: itcuddles)

(Reblogado de moan-s)
(Reblogado de oescritor)
(Reblogado de bai4na)
Vez ou outra o inesperado encanta a gente e nos trás uma nova esperança de dias mais bonitos e singelos.
nevou.    (via nevou)
(Reblogado de nevou)
(Reblogado de bai4na)
(Reblogado de apprenticehero)
(Reblogado de bai4na)

(Fonte: 500px.com)

(Reblogado de doistonsdeamor)